A física tem um jeito de fazer o impossível virar realidade - John Titor

Bruno Ottoni: Participe do nosso grupo no Facebook clicando aqui.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

O Grande Albert Einstein

Albert Einstein


 Albert Einstein foi um físico teórico alemão radicado nos Estados Unidos. 100 físicos renomados o elegeram, em 2009, o mais memorável físico de todos os tempos. É conhecido por desenvolver a teoria da relatividade
 Muitos não sabem mais o famoso físico, cientista Albert Einstein acreditava em viagens temporais ! Vamos ver no texto a baixo sobre as idéias dele !


   “Imagine o espaço como...” Um texto que começa com essa frase leva a pensar que em seguida virá a explicação de alguma teoria complicada que por meio de analogias se torna mais compreensível. A teoria da relatividade, elaborada pelo famoso físico Albert Einstein entre os anos de 1905 e 1916, é um dos modelos científicos que mais sofre com esse tipo de simplificação.
   A popularização da teoria da relatividade fez com que o conceito de que tudo é relativo também se tornasse um jargão. Mas atribuir a expressão “tudo é relativo” a Einstein e anunciá-la como um dos pressupostos da teoria da relatividade é outra história. Para ele, TODO MOVIMENTO é relativo. Aliás, a teoria da relatividade foi chamada por seu autor de Teoria dos Invariantes e não há nada menos relativo do que algo “invariante”. “Para Einstein, um modelo só merecia confiança quando não dependia do referencial”, salienta Souza.

   Sendo coerente com esse pensamento, quando propôs entre os anos de 1905 e 1907 a teoria da relatividade restrita ou especial, Einstein se baseou em dois postulados fundamentais. O primeiro coloca a velocidade da luz como única invariante e como conseqüência disso, nenhum tipo de matéria ou unidade portadora de informação consegue ultrapassar a velocidade de aproximadamente 300 mil quilômetros por segundo. Este postulado tem resistido a vários testes feitos com a utilização de aceleradores de partículas.     
   O segundo é justamente o de que as leis que descrevem fenômenos físicos não podem depender do movimento do observador, ou seja, de que o comportamento da natureza (fenômenos) acontece da mesma forma em todo o universo. 

  
   Para um astronauta que viajasse a uma velocidade de 98% da velocidade da luz, cada ano percorrido por ele corresponderia a cinco anos passados no tempo da Terra. Caso essa viagem durasse 20 anos, ele teria viajado 20 anos em direção ao futuro, envelhecendo apenas quatro anos. “A dilatação do tempo, na teoria da relatividade restrita, é um efeito puramente cinemático. O atraso nos relógios dos observadores deve-se única e exclusivamente ao seu estado de movimento”, enfatiza o físico Carlos Romero Filho, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).
    Foi com base nesse conceito de espaço-tempo que Einstein formulou sua proposta de geometrizar a gravitação na teoria da relatividade geral. Para ele a geometria do universo é curva e não plana. “Olhando em retrospectiva, vemos que seria impossível realizar essa tarefa mantendo espaço e tempo como grandezas independentes e separadas”

   

Dai vem a teoria ''Buraco de Minhoca'' 

    Em 1949, o matemático austríaco Kurt Gödel encontrou uma solução para as equações da relatividade geral que demonstrava a existência das chamadas curvas fechadas do tipo-tempo que existiriam graças às deformações do espaço-tempo provocadas pela gravitação.  
    Existem ainda, outras situações diferentes do universo de Gödel, tais como nas proximidades de um buraco negro ou dos chamados "buracos de minhoca" , em que essa volta ao passado seria teoricamente possível. “A grande dificuldade em se aceitar que uma partícula material possa ter uma linha de universo que permita uma volta ao passado é o problema da aparente violação da causalidade que provoca paradoxos relacionados à mudança do passado”, acredita Romero. A série “De volta para o futuro ”, de Robert Zemeckis oferece exemplos de paradoxos temporais que poderiam acontecer caso as viagens no tempo fossem possíveis. “Mas é claro que uma viagem no tempo nunca seria possível em um carro como aquele” 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Bom com isso vimos algumas coisas que Einstein pensava sobre isso ! Na minha opinião eu não acredito muito em paradoxos temporais ! Já que tambem John Titor alegou que o paradoxo do ''Avô'' não é possivel, Quando John Titor viaja no tempo ele afirmou que quando esta em algum ano, Quando ele faz contato com a gente automaticamente ja está criada uma nova linha de tempo, que pode ser diferente do futuro de John Titor, então eu acredito que exista linhas de tempo !  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...