A física tem um jeito de fazer o impossível virar realidade - John Titor

Bruno Ottoni: Participe do nosso grupo no Facebook clicando aqui.

segunda-feira, 18 de maio de 2015

O Poder do Conhecimento


Já senti muitas vezes os meus ossos queimarem e a minha pele arder... Meu cérebro quase explodir depois de absorver uma enorme quantidade de conhecimento e ficar perplexo por ver como a realidade funciona... Penso que é normal sentir essas emoções, pois somos uma metamorfose ambulante... Hoje em dia já não sinto mais tanta dor... Já não sinto a minha pele arder... Parece que as feridas estão se cicatrizando, e isso é bom. Não gosto de dizer que eu mudei, gosto de dizer que eu evolui... Mas a essência continua a mesma e sempre continuará. 

Viagens Interdimensionais, Viagens no Tempo, Seres de outros Mundos, sempre foi algo que me fascinou e a todo momento o filme Interestelar vem em minha mente, como o universo é misterioso e fantástico, como a física é incrível, grandes coisas virão, o futuro está avançando cada vez mais rápido, a humanidade ainda tem muito o que aprender, todos temos. Atualmente só quero viver bem e em paz, mesmo parecendo difícil, mas chega de brigas... Chega de guerras... Chega de discussões... Vamos tentar ser seres mais racionais e resolver tudo civilizadamente... Chega de guerras por religião... Devemos dar valor a nossa espécie, chega de mortes... Será que é tão difícil vivermos em paz ? Percebo que sim.

Deem valor a vida e as pequenas coisas que a torna incrível, o fim dela já sabemos, mas agora nos resta deixar a nossa marca no mundo, faça a diferença, aproveite a sua vida da melhor maneira, então tudo isso terá valido a pena. Enquanto há vida, há esperança, grandes coisas virão e o mundo vai mudar. Nasci muito tarde para vivenciar a exploração do mundo e ver fatos históricos... Porém também nasci muito cedo para vivenciar a exploração das galáxias... Nem que isso acabe ou destrua com a minha mente... Seria um momento fantástico e lindo... De onde viemos... Quem somos... Com isso que em todas as noites sonho em descobrir... Como seria fantástico explorar o universo... Dizem que nos preocupamos muito... Que tudo passa e no fim sempre conseguimos, quero acreditar nisso e devo...

Uma tarde de Domingo... Uma tarde calma e até mesmo tranquila... Ando na rua percebo que está vazia... O céu acinzentado... O vento batendo em minha face... Seguro firme minha bicicleta, dou passos curtos e lentos, apenas refletindo sobre tudo isso... Pensando será mesmo que estou tão sozinho nesse mundo como me sinto agora nesta rua ? Sou apenas um Jovem que vai mudar o mundo... A resposta pode ser sim ou não... Tanto faz... e pensar que já tive tardes de domingo mais quentes e provocantes, mas isso é inspirador, volto para casa caminhando firme junto com minha honra e dignidade, sabendo quem eu sou e isso não tem preço, e com esperança de um mundo melhor. As coisas vão melhorar. Nunca me sinto tão sozinho como me sinto agora... Apenas eu contra o mundo... Esse é o fardo que muitas vezes um Revolucionário é obrigado a carregar, mas como eu disse acredito no amor... E com toda certeza dias melhores virão...




''Cada um tem um sonho, mesmo que seja impossível acreditamos que seremos capazes de realizar. É difícil levantar todos os dias alegres e confiantes de si mesmo, é complicado, até para mim, uma menina que desde criança que sempre quis mudar o mundo, ajudar as pessoas, isso me faz bem. Estamos em conflitos com nossa personalidade e a sociedade, é difícil criar coragem e ser e mostrar quem você é de verdade. Porque tem sempre várias pessoas para apontar o dedo na sua cara e te rebaixar e pisar em você, e é quase impossível encontrar alguém que lhe der a mão e o ajude. Bandido não é aquele que mata alguém na rua por causa de dividas, ou uma mulher que assalta uma loja para alimentar seus filhos. Bandidos são aqueles que veem tudo de cima e que iludem várias pessoas para chegar ao poder e em vez de ajudar e cumprir com o que prometeu, rouba, mente, e não tem compaixão e nem humanidade com nós. Nós pessoas que lutamos todos os dias. Que mundo é esse que ninguém mais vê o pôr do sol e nem o nascer, que não se dá mais Bom Dia e um sorriso a um desconhecido. Que cada vez mais as pessoas se prendem a tecnologia e esquecem do que realmente importa, cada vez mais percebo que meu pensamento antiquado não se encaixa nessa sociedade avançada.'' - Mayara Assunção

Misantropia

''A natureza humana é mísera, e quem vê na sua essência só pode sentir-se misantropo.''
ATENÇÃO ! Você pode ser um misantropo !

De modo geral, a misantropia tem facetas múltiplas, tanto positivas quanto negativas. Positivamente, misantropos são via de regra ótimos escritores, astutos observadores e pesquisadores da vida, criaturas sensíveis, inteligentes, críticos do status quo, seres perspicazes e filósofos por natureza. Adversamente, a hipersensibilidade e o idealismo do misantropo o levarão a viver em luta constante com ondas de pessimismo, apatia e isolacionismo, que, se não bem administradas, poderão afetar seu modo de viver e produzir. Portanto, idealmente, o misantropo deve buscar balancear a vida em sociedade com o respeito e entendimento à sua própria individualidade e filosofia de vida,

- É uma pessoa que tem aversão ao convívio social, prefere viver em isolamento.

- Aquele que não mostra preocupação em se dar com as outras pessoas, de ter uma vida social preenchida - tem tendência a ter uma pouca ou praticamente inexistente vida social.

- Estado de reclusão que alguns indivíduos escolhem para viver.

- É uma pessoa muito inteligente, tende a resolver desafios e enigmas com muita facilidade, já que vive de um raciocínio puramente lógico embora não se deixe ser percebido.

A misantropia não implica necessariamente uma atitude bizarra em relação à humanidade. Um misantropo não vive afastado do mundo, apenas é reservado (introvertido/tímido fundamentalmente) e, é precisamente por este fato que é habitual serem poucos os seus amigos ou pessoas que estabeleçam um vinculo afetivo. Olham para todas as pessoas com uma desconfiança, é frequente serem feitos "juízos de cálculo" (e na maioria das vezes acertam) de cada um que se aproxime, embora muitas vezes não o demonstrem.

São pessoas que não gostam de grande agitação ao seu redor, pois não se sentem bem diante de muita gente, preferindo ficar em casa a sair para locais de diversão (indisposição para ir a lugares com muita gente, o que invariavelmente faz da pessoa uma caseira convicta). Podem ocorrer frequentes mudanças de humor: ora feliz, ora melancólico, o termômetro do estado de espírito fica louco, oscilando constantemente (poucas são as pessoas que veem este seu aspecto, normalmente as mais próximas). Normalmente são muito perfeccionistas no que gostam de fazer e no que se comprometem a fazer. É muito frequente destacarem-se nas áreas em que estão inseridos (as que eventualmente têm um à vontade), pois dedicam grande parte do seu tempo ao trabalho.

A misantropia costuma aparecer desde logo durante a infância em crianças tímidas, introvertidas e caladas que têm dificuldades em fazer amigos, nomeadamente na escola, preferindo muitas vezes ficarem sozinhas. Com o passar dos anos, tendem a ser bastante sarcásticos/irônicos nas observações que fazem (pode-se dizer que em parte a grande timidez é disfarçada por estas duas características) - têm uma interpretação muito própria de tudo aquilo que veem e de tudo aquilo que lhes é dito pelas outras pessoas, sendo bastante observadores e atentos ao que os rodeia embora, muitas vezes, não o pareça.

Uma das explicações mais consistentes para esta aversão social deriva do fato de darem bastante relevância aos aspectos negativos que constatam nas pessoas ou simplesmente terem medo que estas os desiludam, daí as evitam. Têm uma forte sensibilidade ficando extremamente afetados com tudo o que os rodeia (mesmo que muitas vezes não estejam envolvidos diretamente) daí ser muito fácil, ao longo da vida, passarem por várias depressões.

Quando adulto, o misantropo tende a ser uma pessoa com o psicológico muito forte e difícil de ser abalado. Esta característica se deve ao fato do misantropo possuir uma alta sensibilidade, que lhe auxilia a entender o mundo de forma mais profunda, e a refletir durante seus inúmeros momentos de solidão. Misantropos são incansáveis pensadores. É importante salientar que misantropos, diferentemente das demais pessoas, não enxergam a solidão como algo negativo e trágico em suas vidas.

Viver sozinho e em constante pensamento é uma forma de entrar em contato com seu eu interior e descobrir a verdadeira razão de estar vivo e fazendo da vida suave e tranquila, o conceito errado de solidão e sofrimento para essas pessoas não existe. Expressões evidentes de misantropia são comuns em sátira e comédia, embora a intensa seja geralmente rara. Expressões mais sutis são mais comuns, especialmente para mostrar as faltas/falhas na humanidade e sociedade.

É muito importante salientar que o misantropo tem dificuldades em assumir essas características tanto para si mesmo quanto para as pessoas mais próximas. Raros são os casos em que eles refletem acerca da possibilidade da misantropia ser integrante real das suas vidas (estes entram em uma categoria limitada de misantropos), costumando negar a existência desta em todos os casos. 

Bruno Ottoni
E você ? Também sofre de Misantropia ? Será que eu fui o único a sentir essa estranha sensação de alguém estar me descrevendo ? ;) Você não está sozinho amigo pode apostar. Quando as pessoas verem o mundo de uma outra forma... Questionarem, perceberem que podemos interferir nesse mundo, criar coisas novas, modificá-lo, será uma verdadeira revolução... Agradeço a todos. Bruno Ottoni está voltando ;)

10 comentários:

  1. Sempre fui um misantropo, ou como a psicologia moderna chama ''outsiders'' desde tenra infância.

    ResponderExcluir
  2. tem um personagem que se encaixa nas descrições citadas acima o nome do anime é : yahari ore no seishum...

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Não sei se posso me considerar uma misantropa (?), mas tive a sensação de estarem me descrevendo em algumas partes.
    Tenho certa aversão a humanidade (acredito que estamos cavando nossa própria cova), mas não detesto todos.

    Bem, parabéns Bruno Ottoni pelo site, estou gostando muito.
    Beijos e queijos,
    Até outro comentário.

    ResponderExcluir
  5. Não sei se posso me considerar uma misantropa (?), mas tive a sensação de estarem me descrevendo em algumas partes.
    Tenho certa aversão a humanidade (acredito que estamos cavando nossa própria cova), mas não detesto todos.

    Bem, parabéns Bruno Ottoni pelo site, estou gostando muito.
    Beijos e queijos,
    Até outro comentário.

    ResponderExcluir
  6. É... 2015 já passou da metade e não aconteceu nada ainda, começo a duvidar de John Titor.

    ResponderExcluir
  7. Deus nos proteja. Porém vou interceder a deus para para que esse grande cataclismo causado pela terceira guerra mundial não aconteça.

    ResponderExcluir
  8. Deus nos proteja. Porém vou interceder a deus para para que esse grande cataclismo causado pela terceira guerra mundial não aconteça.

    ResponderExcluir
  9. Estou escrevendo sobre John titor , mas não e grande coisa, irei escrever e postar no wattpad, mas estou começando meus estudos sobre ele agr então se alguém tiver alguma teoria ou algo q possa ajudar por favor entrar em contato e se aceita o criador da teoria terá seu nome nos créditos msm não sendo grande coisa desde já agradeço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para entrar em contato aqui está meu email
      Edson_gamaa@hotmail.com

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...