A física tem um jeito de fazer o impossível virar realidade - John Titor

Bruno Ottoni: Participe do nosso grupo no Facebook clicando aqui.

É Possivel Viajar no Tempo ?

Cientistas Afirmam que Sim !

Antes de começarmos a “viajar”, é bom entendermos o que é o tempo.
Uma das definições é a de que o tempo é o intervalo que se passa entre o acontecimento de dois eventos. Tempo é aquilo que você gastou desde que você começou a ler este artigo, por exemplo.

Até o início do século XX, pensávamos que o tempo era absoluto, ou seja, que era o mesmo para todos nós e que isso poderia ser facilmente constatado por meio de relógios. Um segundo na Terra teria o mesmo valor que um segundo em qualquer parte do universo. Porém, alguns avanços científicos provariam que esse modelo era insuficiente em determinadas ocasiões.


Relógio

Uma das principais evidências surgiu quando a velocidade da luz começou a ser medida. Durante essas experiências, os físicos notaram que o resultado era sempre o mesmo. A velocidade da luz era constante, independentemente da posição do observador.
Se lembrarmos das aulas na escola, podemos calcular a velocidade ao dividir distância percorrida pelo tempo (v=x/t). Se você percorreu 60 quilômetros em uma hora, a sua velocidade era de 60 km/h, por exemplo.

No caso da luz, a velocidade é constante. Ou seja, mesmo que a luz seja emitida por um objeto em movimento, a velocidade será sempre a mesma: 299.792.458 m/s. Se a velocidade não muda, alguma outra variável envolvida precisaria estar mudando. Nesse caso, a variável era o tempo.

Essa foi uma das descobertas de Albert Einstein durante a elaboração da Teoria Especial da Relatividade. A partir do estudo de Einstein, a nossa concepção sobre o tempo mudou: de absoluto e imutável, o tempo passou a ser relativo, podendo variar de acordo com as condições em que foi medido.

Além disso, o tempo e o espaço passaram a se comportar como se fosse um objeto só, que foi batizado de espaço-tempo. Ou seja, ir e voltar no espaço equivale a ir e voltar no tempo. Mais do que isso, os cientistas perceberam que, ao se movimentar em uma velocidade muito grande, próxima à velocidade da luz, por exemplo, o tempo passa mais devagar do que para quem está parado ou andando em uma velocidade inferior.


Viagem Para o Futuro

  
A viagem no tempo para o futuro, quando vista pela Física, não funciona como no cinema. Você não pode entrar em um veículo e simplesmente aparecer em uma época cheia de avanços tecnológicos e carros voadores. Porém, como já declarado anteriormente, é possível retardar o tempo.

Digamos que você deixe sua família na Terra, e parta em uma viagem pelo espaço em uma velocidade próxima da velocidade da luz. Quando você retornar, perceberá que terá se passado muito mais tempo na Terra do que para você. Ou seja, você “voltou” para o futuro. E consequentemente, também terá envelhecido menos do que os seus parentes e amigos que permaneceram no planeta.

Esses conceitos podem ser bastante confusos para leigos, mas no começo até mesmo os físicos foram relutantes em aceitar as ideais de Einstein. Com o passar do tempo eles perceberam que, por mais estranha que a teoria possa ser, ela combina com o que acontece na realidade.

E não pense você que esses conceitos estão muito distantes do nosso cotidiano. Se o seu celular possui GPS, você está carregando nada menos do que uma aplicação prática da Teoria da Relatividade dentro do seu bolso.

Como os satélites que integram o Sistema Global de Posicionamento estão se locomovendo em alta velocidade ao redor do planeta Terra, o tempo deles se passa de maneira diferente em relação ao nosso. Por isso, o tempo dos satélites e o tempo dos usuários do sistema precisam ser ajustados antes de serem sincronizados.

Uma situação semelhante é enfrentada pelos astronautas em órbita ao redor da Terra. Por estarem se movendo rapidamente ao orbitar o nosso planeta, é possível perceber que o tempo, para eles, passou alguns milésimos de segundo mais lento.

Se levarmos isso em consideração, podemos dizer que o nosso primeiro viajante do tempo foi o cosmonauta russo Sergei Avdeyev. Com mais de 748 dias a bordo da estação Mir, orbitando a uma velocidade de aproximadamente 7,5 km/s, Avdeyev viajou cerca de 20 milissegundos no futuro, o que ainda é considerado como sendo o recorde de viagem no tempo de um ser humano.

 Viagem Para o Passado

Como vimos até agora, é relativamente “fácil” viajar para o futuro. O problema aparece mesmo quando o assunto é voltar para o passado. Nesse cenário aparecem novas ideias, tão fantásticas quanto as que já foram apresentadas.

Em tese, viajar para o passado seria possível se a barreira da velocidade da luz fosse ultrapassada. Mas isso seria fisicamente impossível. Embora a Física Quântica aceite a possibilidade da existência de partículas que se movem mais rapidamente do que a luz, é improvável que alguém ou algo pudesse ser acelerado até essa velocidade, pois isso exigiria uma quantidade infinita de energia.

Isso gera um problema até mesmo para escritores de ficção-científica. Digamos que uma guerra estelar esteja acontecendo a seis anos-luz daqui. Sem ultrapassar a velocidade da luz, uma nave levaria, no mínimo, 12 anos para ir e voltar da guerra. Isso tornaria os filmes e livros muito chatos, certamente.

Porém, o problema pode ser solucionado com uma nova informação, prevista na Teoria Geral da Relatividade, publicada por Einstein em 1915: de acordo com essa teoria, a gravidade não é uma força que age sobre o universo, como as demais, mas uma consequência de o espaço-tempo não ser plano.

O espaço-tempo é curvo e, por isso, a órbita de planetas como a Terra formam elipses. Os corpos celestes não estão traçando uma curva no espaço, mas apenas seguindo o formato que ele tem.


Se conseguíssemos curvar ainda mais o espaço-tempo, poderíamos cortar grandes distâncias do espaço em pouco tempo, através de objetos conhecidos como Buracos de Minhoca (Wormholes).

Ao criar, de alguma forma, um Wormhole, ele se comportaria como uma espécie de túnel, que ligaria duas regiões muito distantes. O Buraco de Minhoca seria como um atalho para distâncias astronômicas.

Isso tornaria as batalhas estelares da ficção-científica bem mais ágeis, não acha? Essa é uma das razões de esses “atalhos” aparecerem com tanta frequência nos livros e filmes que abordam viagens pelo universo.

Mas como dissemos antes, nesse cenário o tempo é apenas mais uma dimensão do espaço. 

Então, além de podermos nos locomover nos eixos X, Y e Z, poderíamos também encontrar um atalho pelo tempo em direção à outra época.

Vale a pena lembrar que, embora essas teorias sejam difíceis de entender e pareçam só funcionar no cinema, elas foram desenvolvidas com base em conhecimento científico. Então, por mais improvável que pareça, seria possível viajar no tempo caso tivéssemos o conhecimento e a engenharia necessária para isso. Ou melhor, não seria impossível, já que não conhecemos nenhuma lei Física que impossibilite a viagem no tempo.
Porém, ao viajar para o passado, algumas ocasiões contraditórias poderiam acontecer. Seriam esses paradoxos uma prova da impossibilidade da viagem no tempo? Como solucioná-los?

 Os paradoxos e suas soluções

Uma das contradições mais famosas ao tratarmos das viagens no tempo é o Paradoxo do Avô. Ele pode ser explicado de pelo menos duas formas.

A primeira situação seria a seguinte: um cientista inventa uma máquina do tempo e viaja para o passado. Então ele decide encontrar ele mesmo e impedi-lo de inventar a máquina do tempo.

Mas nesse caso, se a máquina do tempo não foi inventada, como é que ele voltou para o passado?

Situação semelhante, porém mais violenta, teria o viajante que voltasse no tempo para matar o próprio avô, impedindo assim que seu pai nascesse, por exemplo, e, consequentemente, que ele próprio nascesse. Novamente, uma contradição acontece: afinal, se ele não nasceu, não poderia ter voltado no tempo para evitar o próprio nascimento.

Como é que essas situações poderiam ser resolvidas, já que a viagem no tempo, aparentemente, não é impossível de ser realizada?

Existem pelo menos duas soluções para o problema. A primeira é a mais simples e, por coincidência, a menos divertida: a interação com o passado não seria permitida. Em outras palavras, o viajante apenas observaria os acontecimentos, como se estivesse uma máquina de realidade virtual.

A outra solução para os paradoxos é a preferida de todos e também a mais “viajante”: universos paralelos.

De acordo com a física quântica, quando uma “decisão” precisa ser tomada, todas as possibilidades são tomadas paralelamente.

Calma, vamos explicar!
Digamos que uma partícula esteja se locomovendo em direção a uma parede com dois buracos. Ao se aproximar, ela precisará passar por um dos buracos (esquerda ou direita), para prosseguir. Mas não importa por qual buraco ela esteja passando, pois ela já passou pelos dois ao mesmo tempo.

E sabe o que deixa essa situação ainda melhor? Nós não conseguimos detectar ela passando pelos dois buracos, pois afinal, nós e o nosso equipamento de medição estaríamos em apenas uma das realidades.

Podemos então pensar que, quando tomamos alguma decisão ou simplesmente praticamos alguma ação, acabamos criando uma cópia do universo, que passa a se comportar de acordo com a ação ou decisão que escolhermos. Algo que, de acordo com a Física Quântica, acontece a todo o momento, mesmo sem a viagem no tempo.

Simultaneamente, outros universos, com realidades paralelas, foram criados, com a vida seguindo normalmente por lá, como se tivéssemos escolhido ou feito outra coisa.

Dessa forma, um viajante que voltasse no tempo, poderia na verdade estar indo para um universo paralelo, enquanto permaneceria no presente de outro universo. Assim, ele poderia matar o “avô” sem interromper a própria existência.

Porém, o viajante no tempo poderia correr o risco de, ao impedir a própria existência, acabar modificando o mundo todo. É o chamado Efeito Borboleta, em que qualquer interação, por menor que seja, pode causar efeitos imprevisíveis, alterando completamente o curso da história.


Para Resumir...


Seria possível viajar no tempo? “Sim”, seria a resposta mais curta. Porém, muitos aspectos ainda precisam ser estudados e, obviamente, precisaríamos de uma tecnologia que ainda estamos longe de conseguir.

Recentemente uma notícia esquentou um pouco mais a discussão sobre o assunto. Pesquisadores da Universidade de Queensland, Austrália, descobriram que é possível enviar “mensagens” para o futuro.

O entrelaçamento quântico prevê que, quando duas partículas estão muito próximas uma da outra, elas acabam se comportando como se fossem uma só. Mesmo depois de distanciadas, qualquer alteração provocada em uma das partículas acabaria modificando também a outra.

O que o Dr. S. Jay Olson descobriu foi que, além do espaço, o entrelaçamento quântico também afeta o tempo. Assim, o estado de uma partícula que exista às 11h45, por exemplo, pode ser enviado para a mesma partícula às 12h15, sem precisar passar pelo intervalo de tempo que as separa.

Olson chega a fazer uma analogia com um dos episódios da série de TV Jornada nas Estrelas. Em uma das aventuras da tripulação, o expert em teletransporte Scotty vai parar em um planeta distante, com uma quantidade limitada de ar. Assim, para sobreviver, Scotty usa o teletransporte para se “congelar” no espaço-tempo, na forma de pequenas partículas. Assim, quando a Enterprise chega ao planeta, décadas mais tarde, ela pode completar o teletransporte de Scotty, levando-o de maneira segura para dentro da nave e, mais importante, sem que ele tenha envelhecido um dia sequer.

“Não é a viagem no tempo da forma como costumamos pensar nela, quando de repente, puf!, você está no futuro. Mas você consegue pular o tempo que teria que percorrer para chegar até o futuro”, diz Olson.

 


25 comentários:

  1. Muito interessante, mas segundo a teoria das linhas de tempo não seria possível viajar para o passado, uma vez que ao viajar no tempo você está viajando para uma outra timeline, assim, qualquer alteração que você fizer nessa timeline (como matar o seu avo) não resultará em alguma mudança na sua timeline quando você voltar para o seu tempo(linha do mundo)

    ResponderExcluir
  2. Reflection Of Shadow4 de julho de 2013 02:08

    Tudo tem suas Vantagens e Desvantagens... Viajar Para o Passado deve ser até Bom mas pelo outro lado Tem esses ´´Problemas´´ como o Paradoxo do Avô Outras linhas do tempo e por isso é perigoso, Também deve ser por isso que Não vemos Muitos Viajantes do Tempo Andando por ai e fazendo Previsões.

    ResponderExcluir
  3. Neidhard, Mas a questão de voltar no tempo e matá o seu vô, como você exemplificou, é possível sim, só que essa decisão desencadearia uma mudança: A formação de um universo pararelo

    ResponderExcluir
  4. Reflection Of Shadow20 de março de 2014 19:02

    Muitas pessoas acham que é preciso de uma maquina do Tempo pra Viajar no tempo...
    Cientistas Falam que é preciso viajar na velocidade da Luz, Ou mais Rápido, não falam nada de maquina, mas deve ser mais fácil com maquinas né pq quem vai chegar a velocidade da Luz correndo ?
    Mas Tbm pode haver Outra coisa que te leve para o Futuro ou outra dimensão: Portais...
    Alguns podem até criticar por eu falar Portais pode até ser meio infantil falar assim mas, é uma possibilidade quem não acredita no que eu to falando Procura No Google Triangulo das Bermudas...
    O Caso do Rudolph Fentz pode ter sido algo pareçido com o triangulo das bermudas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teletransporte seria uma máquina do tempo,seria tipo no VLC pra celular,quando vc avança o vídeo a tela congela até vc colocar onde vc quer,ou seja,vc se congela e se arrasta pra onde quer ir e se solta,ou,no exemplo do Jornada nas Estrelas,ele se arrastou metade se segurou,daí chegou os amigos dele e arrastou o resto,isso foi uma viagem no tempo.

      Excluir
  5. Diminuir o tempo de percurso, sim, é possível. A gente já faz isso. Basta aumentar a velocidade. Simples assim. Voltar ao passado: não. Pois o passado já foi, e o tempo não existe. Prever o futuro: sim, pois isso já acontece há milênios entre a humanidade Concluindo: o tal grupo de Titor, que fatura em cima de uma farsa pode prever o futuro, apesar de seus erros? Sim, pode. E pode voltar ao passado? Não, não pode. Titor fez o que já fazem mãe Diná e vários outros. E errou tanto ou mais que eles. Agora, máquina do tempo é o ponto central do comércio dessa turma. Não deixa de ser apenas mais uma forma de entretenimento.

    ResponderExcluir
  6. Reflection Of Shadow18 de agosto de 2014 17:34

    Tudo que está feito não pode ser mudado, Você apenas cria outra Dimensão, que foi o resultado do que você fez. Tipo se um amigo meu Morre, ai daqui a 20 anos eu volto no tempo, e consigo impedir isso, eu vou criar outra dimensão com ele vivo Mas, vai existir uma com ele morto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. essa é uma das minhas,Teorias Por exemplo a pessoa que morreu nunca mais volta a vida, o que você salvou voltando na outra dimensão de tempo é apenas 1 cópia do seu amigo mais o verdadeiro morreu para sempre ;) Infelizmente, agora não sei dizer a respeito da dimensão de tempo que é sua verdadeira e você viajou pra salvar seu amigo, será possivel voltar pra ela novamente depois sem nada ter sido alterado lá sem ser outra dimensão também ?

      Excluir
    2. Exato universos Paralelos entrelaçados se você volta para o passado e cria o paradoxo do avô quando VC voltar ao futuro você pode estar morto ou pode ir ao universo Paralelo e então o seu avô pai não existirem e VC sim mas só em outro universo Ex se VC volta no passado e mata o seu avô como ele poderia ter encontrado sua avô que e se eles não se encontraram como poderia ter tido o seu pai e depois você ter nascido Círculo Parodoxal

      Excluir
  7. A existência e todos os seus atos nada mais são que linguagem de programação de um programa gigantesco chamado universo.

    ResponderExcluir
  8. Acho que vocês tão vendo muito X-Men. Brincadeira .
    Assim como exiatem varias teorias para o fim do mundo existem varia teorias para viagens no tempo. Claro mutas delas falsas. Porem sabemos que realmente existem varias formas do mundo acabar. Portanto existem varias maneiras de fazer varias coisas inclusive viajar no tempo.
    Talvez com máquinas ou talvez acidentes.
    Um exemplo é que mais de 200 mil pessoas somem no Brasil somente em um ano(claro muitas por motivos criminais. Morte, exploração e etc)
    existem destros e canhotos. Existe mais de uma versão.

    ResponderExcluir
  9. bom eu ja viajei mt no tempo, mas nao me perguntem como.
    \l/ kkkk entendedores entenderao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo com tigo eu entendo sim eu ja Viajei no tempo mas em sonhos meu corpo não é igual a minha idade eu tenho 42a mas meu corpo corresponde a uma pessoa mais nova... mas de uma forma ou outra é Possível sim ir ao Futuro e ao passado...

      Excluir
  10. existe uma maquina do tempo ,quero comprar!

    ResponderExcluir
  11. E Mensagens para o passado e possivel?

    ResponderExcluir
  12. pessoal estava aqui no twiter fuçando um pouco ate que achei o perfil dele john titor ele voltou esta fazendo previsões e respondendo perguntas deem um olhada @tt_timetraveljt

    ResponderExcluir
  13. duplas singularidades seriam o suficiente para criar um buraco de minhoca criando elas através de um acelerador de particulas e manipulando-as através de um campo eletromagnético intenso

    ResponderExcluir
  14. Tudo bom galera!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  15. if u is Jonn titor help me get rich which the numbers of mega Sena day 04/29/2016
    a game of lotteries in Brazil
    send me email : sinesiogasparello@bol.com.br

    ResponderExcluir
  16. Na questão do paradoxo do avô, temos que pensar da seguinte maneira. Um indivíduo desloca-se no tempo no sentido presente/passado, o indivíduo deve ser entendido como uma anomalia temporal, ele é um elemento fora de seu contexto temporal. Ao matar o seu avô ele estará causando uma mudança de realidade em sua linha do tempo. Se o indivíduo retornar ao seu tempo não será reconhecido por ninguém, já que ele mesmo não nasceu, porém por ser uma anomalia no tempo continuará existindo já que se deslocou no tempo antes de nascer, preservando a sua existência no tempo, desta forma ele não seria atingido pelo efeito borboleta, já que o efeito borboleta só seria efetivo a partir do momento da morte do avô.

    ResponderExcluir
  17. Eu consegui estou no ano 2099
    mano esta tudo diferente esta td pegando fogo não consigo respirar vou morrer n sei voltaaaarrr não façam isso meu nome éé Felipe Ribeiro gente n façam isso eu vou....morrer ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mano você tem altista, morre logo ninguém vai sentir falta!

      Excluir
  18. Mano viagem no tempo é impossível, se você considera que viagem no tempo é a capacidade de viajarmos acima da velocidade da luz, e se um cara vai para o espaço e volta mais jovem que as pessoas na terra, ele não viajou no tempo, ele simplesmente retardou seu envelhecimento, e qual é a parada do avó, ninguém é burro o suficiente para voltar ao passado e matar o próprio avó, não é possível ir para o futuro ou voltar ao passado, o que já foi já era e o que está por vir é imprevisível, não da para acelerar!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...